Dermatite Seborréica

Trata-se de dermatose crônica comum que se caracteriza por vermelhidão e descamação nas regiões de maior atividade das glândulas sebáceas, como a porção central da face, couro cabeludo e parte central do tórax. Não é uma dermatose contagiosa. A dermatite seborreica pode se manifestar desde quadros mais leves, com descamação fina e pouca (ou nenhuma coceira) ou até com descamação mais intensa e grossa, acompanhada de vermelhidão e de irritação do couro cabeludo.

A causa não é totalmente conhecida e a inflamação pode ter origem genética ou ser desencadeada por fatores como o estresse emocional, tempo frio, shampoos e condicionadores muito pesados, que acabam impregnando o couro cabeludo.  A presença do fungo Pityrosporum ovale também pode predispor à dermatite seborreica.

O diagnóstico é clínico, baseado no histórico do paciente e exame minucioso da pele.

O tratamento pode ser feito com a associação de imunomoduladores ou corticoides tópicos, além de probióticos e vitaminas. Nos casos mais graves e resistentes, corticoide sistêmico ou isotretinoína via oral podem ser indicados.